Alunos da rede realizam pesquisas e entrevistas no Departamento de Alimentação Escolar de Francisco Morato

Por: Coordenadoria de Relações Públicas | Em: 28/11/2019

Que é indiscutível que a escola é o principal degrau na formação e evolução de uma sociedade, isso já sabemos. Contudo, o dia a dia dos alunos da Rede Municipal de Ensino de Francisco Morato vai muito além de leitura, cálculos matemáticos e brincadeiras. E é sobre um projeto piloto exemplar que trataremos aqui para reforçar como a educação moratense segue em constante evolução.

Segundo o Ministério da Saúde, a má alimentação está diretamente ligada ao principal problema de saúde que atinge mais de dois milhões de crianças brasileiras: a obesidade infantil.

Também entram na lista de vilões o colesterol alto, hipertensão, diabetes, problemas osteoarticulares, sem falar no impacto na autoestima e na qualidade de vida. Quanto mais precoce a intervenção, maior a chance de se manter um peso saudável no futuro.

Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Educação em parceria com fundação Lemann realizou nesta quinta-feira (28/11) a segunda etapa do projeto piloto “Pesquisa de Aula” com alunos de três escolas municipais para tirar dúvidas sobre a alimentação escolar.

O local de escolhido para essa etapa de perguntas e respostas foi o Departamento de Alimentação Escolar (DAE) onde se reuniram os alunos do 5º ano das escolas municipais Paulo Freire, Anísio Espínola Teixeira e Machado de Assis, além da Diretora do DAE, Paula Pinheiro, e as nutricionistas responsáveis pelo cardápio escolar, Leoneide Gomes e Isabel Santana.

Um representante de cada classe teve direito a fazer uma pergunta, essa, elaborada com ajuda dos colegas após pesquisas em sala. O aluno Matheus Costa, questionou sobre a maior preocupação das nutricionistas na preparação do cardápio escolar.

“Pensamos muito em como fornecer as energias necessárias para os alunos, sem deixar que fiquem sem variações nas refeições, estimulando também, a boa alimentação e seguindo a risca o Programa Nacional de Alimentação Escolar”, respondeu a nutricionista Isabel.

Já a Alexia Riberto, fez um questionamento importantíssimo sobre como alunos de baixa renda podem ter uma alimentação saudável em casa e a nutricionista Leoneide respondeu ressaltando sobre a importância das escolhas na hora das compras, “Você deve escolher bem. O mesmo dinheiro que usam para comprar um miojo, pode comprar frutas como maça, banana, entre outras. O prato verde também é muito econômico e a chave secreta para conseguir ser saudável é ter o planejamento na hora de encher o carrinho”.

Após a atividade os alunos puderam degustar de bolo de cenoura e suco de melancia, em mais uma aula de como a alimentação pode ser gostosa de forma saudável. Vale lembrar que também estiveram presentes como convidadas as escolas Vanda Teresinha e Tânia Fernandes.