Apadrinhe com amor: Programa Tempo de Cuidar chega em Francisco Morato

Por: Coordenadoria de Relações Públicas | Em: 01/10/2019

De acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), aproximadamente 47 mil crianças e adolescentes em situação de acolhimento no Brasil. Deste total, 73,48% têm mais de 5 anos de idade, contudo, 77% dos pretendentes à adoção só aceitam crianças até 5 anos, segundo o Cadastro Nacional de Adoção (CNA).

Os números ficam mais alarmantes quando a pesquisa é separada por eixos, envolvendo o perfil que maior parte dos pretendentes busca: 14,55% só adotam crianças brancas; 58% aceitam apenas crianças até 4 anos de idade; 61,92% não aceitam adotar irmãos; e 61% só aceitam crianças sem nenhuma doença. Os dados são da agência Observatório do Terceiro Setor.

Com o crescimento destes dados, a Vara da Criança e da Juventude da Comarca de Francisco Morato trouxe para a nossa cidade o Programa Tempo de Cuidar, no intuito de mudar esse cenário. O objetivo é apadrinhar de forma afetiva ou financeira crianças e adolescentes com idade entre 8 e 17 anos, que foram acolhidas institucionalmente e com possibilidades remotas de adoção.

O apadrinhamento afetivo consiste na visita regular ao afilhado, buscando-o para passeios aos fins de semana, feriado ou férias, oferecendo lazer e atividades de convívio social e familiar, trazendo experiências positivas e referenciais de vida e uma construção digna de futuro para as crianças e adolescentes.

Já o apadrinhamento financeiro, é aquele onde se dá suporte financeiro ou material para o afilhado, seja com reformas na instituição de acolhimento, doações de matérias escolares, brinquedos, roupas e calçados, entre diversas outras opções. À possibilidade também de patrocínio de cursos profissionalizantes, práticas esportivas ou contribuição mensal em conta poupança, que será aberta em nome do infante com movimentação somente autorização judicial.

Para saber como participar e ter mais informações detalhadas entre em contato pelo telefone (11) 4488-3381, nos ramais 21 e 30.